domingo, 21 de fevereiro de 2010

O pai



Pra começar, digo que esse nao será um post do tipo "amo meu pai" e "ele é o maximo", sei que talvez pelo titulo e/ou imagem que pode parecer que é isso, mais nao é bem por ai nao. Entao aconselho que se voce nao estiver muito afim de ler algo do tipo "eu vo matar ele com facadas" nao continue lendo. Eu chingaria ele daquilo sabe, (filho da p***), mais eu amo minha vó, ela sim era o maximo, e também, bem, ela morreu faz um tempo e ela nao merece esse tipo de coisa, poruqe ela nao teve culpa do que seu filho se tornou. (E nem da triste decisao de ter colocado ele no mundo)
Ta eu sei, é triste, ponto.

Ele sempre foi ausente, era apenas como para contrariar minha mae acredito, para ser o pai legal e ela a mae que só diz 'nao' mais também nem tao bom assim, nem tao legal assim. Compensar sua ausencia,sei la.
E ai vem historias do tempo em que viviamos juntos quando ele ainda estava com minha mae, mais nao gosto nem um pouco se quer de lembrar.

Um final de semana desses passado eu o vi. Ele nao mora na mesma cidade que eu, apenas tem uma casa aqui e vem de vez enquando ficar com sua nova familia.
Sabe é nessa hora que começa a vir na minha cabeça as cenas do filme "Quatro amigas e um jeans viajante" quando a Carmem joga um pedra no vidro da porta da casa do pai,(pelo simples motivo dela ter sumido o dia todo e quando chegar em casa achar que todos estavam a sua procura, e na verdade estavam jantando como se nao tivesse acontecido nada com ela) e quando ela diz pra Tiby no quarto que ela se sentia uma aberraçao no mundo dos "loiros".(Nao, eu nao tenho nada contra os loiros, tenho outros preconceitos, mais deste tipo nao).(Minha mae diz que a Carmem é parecida comigo).(Porque será?..)


E poruqe isso vem na minha cabeça? Porque ela é loira e seu filho também. E eu lembro do filme. Nao, eu nao os odeio, nem os conheço! O lance é que eu sou tao "grandinha" pra entender de tantas coisas, mais nao o suficiente pra que ele me falasse que tinha uma nova familia.
Dane-se. Eu nao quero saber com quem ele esta, nao mesmo. Mas eu deveria ao menos saber e nao 'descobrir'.

Como disse, num final de semana desses ai, eu o vi, depois de muito tempo, agiu como se nao houvesse nada de estranho e a primeira coisa que eu disse logo depois do 'oi' foi "quero falar com voce, e sozinhos".
Ele nao aconseguiu disfarçar a cara de "me ferrei".
Seria muito mais facil pra mim se eu nos poupasse e fingisse também nao me importar com nada, mais eu cansei.

Cansei de fingir sermos o tipo 'pai e filha' porque NAO SOMOS!
Cansei do ' faz de conta que somos felizes assim'.
Cansei.
E eu tinha urgencia de esclarecer certas coisas pendentes, e "acertar as contas".
Eu literalmente explodi, em palavras, em gestos, em lagrimas (que me custaram um orgulho do cão) e sentimentos(que me custaram igualmente). Alias ja que eu tava afim de uma conversa franca (pelo menos da minha parte) eu tinha de ser assim até o fim porque EU sou assim, EU jogo limpo. De maneira alguma eu iria fazer aquele teatrinho barato-sem-vergonha-de-quinta que ele fez minutos antes num almoço ridiculo, forjado com o motivo de que queria me ver.
Sei... :T
Como ele é baixo...

Foi a primeira vez que discuti com alguem na rua em toda minha vida, e foi logo com 'ele'.Nao foi do tipo barraco, escandalo, mais discuçao mesmo e só. Mais beirou a isso e quase chegou la.


Sempre me dizem que tenho que ser superior, mais, se ser superior significa esquecer de tudo e qunado ele precisar de mim (o que nao aconteceu ainda) eu ficar de braços abertos, sinto muito mais acho que nao quero ser superior nao...
Me pergunto porque nois os filhos pagamos pelos erros dos pais, só porque se separaram ficamos ali no meio dos dois, meio que vendidos, porque é assim que acontece, filhos de pais separados nao amigavelmente ficam vendidos, só que eu ja soube me posicionar em relaçao a isso.


Eu só queria que ele parasse de achar que eu 'tenho que ficar do lado dele', simplesmente porque nao existe lado nenhum que eu deva ficar, e que também ele esquecesse que agora nao tem mais eu e minha mae e sim 'eu e ele', afinal, ele sempre esquece isso, e eu tenho que ficar na mesma historia de sempre, e nao to afim de viver de passado.Nao do passado dos outros.Definitivamente, nao mesmo.


Bem, é isso ai, pra quem le este blog, me desculpem pela demora e pelo jeito que ando escrevendo.
- post tipo desabafo, é, nao sei o que tenho ultimamente -


até...
PS: eu te amo


Page Graphics

domingo, 7 de fevereiro de 2010

La vem a noiva...


Eu acho que nunca mais irei num casamento...
Casamentos deveriam ser proibidos!
Pra começo de tudo eu odeio coisas de ultima hora, minha mae sabia do casamento semanas e semanas antes e nada me disse, só o fez quando faltava uns 4 dias para acontecer.E eu disse nao.Nao vou.
Como eu iria comprar um vestido que me caisse bem e me deixasse confortavel?
Em 4 dias!!!!!?

Era o primeiro casamento em que eu ia em toda minha vida.É isso mesmo que voce leu, até este eu nunca tinha ido num casamento, 18 anos de alguns convites, todos recusados.
Eu sempre achava uma desculpa para nao ir, e nao ia mesmo, de jeito nenhum.
Mas desta vez minha mae deu um basta. E praticamente me obrigou.
Me disse que eu deveria ir, e bem, ela tava certa.
Eu queria, mais nao sabia se queria.
Sou indecisa por natureza :}
Como eu iria num casamento se nem ao menos tinha ido antes (obvio) ,como seria e o que eu faria la?
Nao ia ter muitas pessoas que eu conheçesse, algumas crianças, muitos adultos falando sabe deus o que, e eu no meio acenando com a cabeça sim e/ou nao pra qualquer coisa que fosse.
Eu ja podia prever.

A busca pelo vestido foi um terror.Primeiro, sou gorda. Segundo, nem lembro a ultima vez que usei um vestido na vida.
Mas tudo bem, era só uma questao de procurar, provar, e escolher qual levar.
Enfim achei um que me agrado mais levei outro e claro me arrependi e voltei no dia seguinte logo pela manha pra trocar pelo que tinha gostado. E la estava ele, escondido estre os vestidos, apertadinho no meio dos outros, o ultimo cabide. Parecia me esperar. Nao, nao parecia, ele tava mesmo me esperando.
O esperimentei outra vez e novamente ele me caiu bem como eu desejava.
Perfeito! Como ele deveria ser, como deveria ficar, como eu queria que fosse.
Botoes que desciam desde o busto até o final, um tomara-que-caia preto e lindo, curto, curto, nao muito, acima do joelho, comprimento perfeito. Marcaçao logo abaixo do busto, saia levemente rodada. Bolsos escondidos e bem camuflados entre umas pregas que tinha.
Agora eu só precisava esperar entardecer pra usa-lo. Sai super contente da loja.
Estava ele jogado em cima da cama junto com a meia arrastao e mais dois sapatos, ou melhor um sapato e um tenis.
Sem meia? Ou com meia?
Sapato? Ou all star?
Droga.
E a maquiagem? É, eu saberia dar meu jeito.
Ai meu deus! Convidados podem usar preto? Da pra se usar preto em casamento?Ah nao! Agora nao tenho mais tempo de trocar o vestido!
Bem, uma consultora de moda disse num video (é eu apelei pro youtube) que convidados podem sim usar preto, somente quem fica no altar como madrinhas que nao devem. E como nao era meu caso...
Ufa!
Ta ok. Agora da pra tomar banho sossegada.
Troco de roupa ou continuo a conversa no msn?
Os dois!
Ficar andando de toalha de um lado pro outro pela casa esperando o resto acontecer nao deu certo.
Bem, vamos la entao. Vestido, meia, sapato,base, pó, rimel, sombra?Nao! credo! tira, e poe só rimel, muito, nos cilios superiores e inferiores, blush, gloss.
Acabo.
Vamos?
15 minutos atrasados! Começou a chover, pra variar a meia rasgou. Consertei.
Espera! Celular, fones, estojo (pra retocar a maquiagem) e tenis, tudo ok. Podemos ir.
E agora? Nao frequento igreja, tinha tanta gente na cerimonia, que alias foi linda. O vestido da noiva era de um branco impecavel.
Tudo bonitinho, tirando aqueles anjos medonhos do lado de fora da igreja.
Formalidades, beijos, comprimentos, e eu disse pra noiva"joga o buque pra mim quando for jogar!" poruqe claro eu nao iria num casamento pela primeira vez e sair de maos abanando.
Festa! Corri pro carro peguei o tenis, inventaram de dar carona entao eu fui num outro carro.
Tirei o sapato e troquei pelo meu all star, e quando chegamos la e minha mae me viu sair do carro, disse que eu tava bonita :}
Vo falar uma coisa, eu nao ia passar horas com aquele treco no meu pé, entao troquei. Fora que eu nao ia andar descansa porque o sapato tava me matando que nem vi umas garotas fazendo la.

Eu bebi um pouco, e que fique bem claro que foi porque minha mae quase me forçou, aceitei.
Me esqueci de dizer que logo que cheguei na igreja, enquanto eu fechava o guarda chuva da minha mae, um garoto me beijou no rosto de sopetao, e eu fiz aquela cara de "eu te conheço de onde mesmo?" falamos "oi" um pro outro.
Maldito! Ele era o filho da noiva. Por isso falava, e parecia conhecer todo mundo.
Bem, voltando a festa, eu meio que desanimei com algumas coisas, como descobrir que a maioria das mulheres estavam usando "cintas" ou "bermudas modeladoras" fora as que estavam sem calcinha :o nem acreditei. Foi meio brochante poruqe eu começei a achar que tirando eu todas as outras estavam sem calcinha, e isso é meio...meio estranho.Eu achava até entao que isso era mito, e que só a britney fazia.
Posso parecer vulgar, me desculpe, mais foi o que aconteceu :*]

Eu saia varias vezes do salao e ia no lado de fora tomar um ar, sei la, da um tempinho, ir no banheiro fazer ligaçoes.
Enquanto todo mundo dançava umas musicas estranhas, eu é que nao ia dançar auqela musica irritante que "bebe, cai e levanta".Nao mesmo. Me recuso!(a nao ser que voltasse a tocar um rockzinho velho que escutei, e até arisquei um funk numa festinha que tinha do lado)
Aquele garoto olhava pra mim as vezes e os amigos dele nao eram nada discretos, nema conteceu nada.
Duas garotas ficaram andando comigo, uma, bem, nem tem o que falar (ter, até tem mais prefiro nem me dar o trabalho) :X e a outra alem de dizer que o 'garoto' era "meu gatinho" (o0') quase tinha um orgasmo (desculpa de novo pela palavra) quando um garoto passava, fora que tudo pra ela era emo! Até eu!!!!

Deu pra me divertir :} e por mais que eu quizesse dizer que foi ruim até que nao foi nao.
Minha mae voltou mais cedo pra casa e eu fiquei pra voltar de carona, mais minha carona resolveu sair de la 30min da minha mae sair, se eu soubesse nem tinha ficado, tinha ido logo de vez :D.
Em suma...foi bom eu ter ido apesar dos pesares e de nada demais ter acontecido, nem o escandalo de alguem da familia como é de praxe em filmes e novelas e eu tava esperando por esse espetaculo pra falar a verdade, porque eu achei que era tipico de todos os casamentos (todos) =D eu nem vi ninguem bebado pagando mico, (se tinha eu nao vi) muito menos peguei o buque. Cheguei em casa, deitei e dormi feito anjo.
Era quase 4 da manha...



até...
PS: eu te amo ♥




Page Graphics
Related Posts with Thumbnails